quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Em busca da felicidade

Poisé, poisé...

Já faz quase 6 meses da última postagem do blog. Quando resolvi fazer o diáriotri era para poder relatar experiências e divertimento. Esse foi o problema. Não estava mais me divertindo.

Estava treinando com uma assessoria esportiva de Curitiba, voltada para o triathlon. Inclusive, uma assessoria muito boa e cheia de recursos para animar os atletas. Com tudo isso, desanimei mesmo assim. Não estava vendo emoção em treinar, somente uma obrigação. Me cobro demais e não estava me fazendo bem. Resolvi sair da assessoria e me foquei para corrida de montanha, que é algo que me dá muito prazer  e pouca cobrança.

Fui em uma Clínica de Trail da The North Face, em Cotia - SP. Os palestrantes eram os atletas de elite da TNF, como Marcelo Sinoca (meu coach), Manu Vilaseca, Fernanda Maciel, Rosália Guarischi e Carlos Magno. O final de semana que passei com eles me fez mudar de opinião em muitas coisas do dia a dia. Uma coisa que todos falaram é... Se divirta! Pare e pense no agora. Está bom? estou me divertindo? posso me esforçar mais? 
Outra coisa que me chamou atenção foi que a Rosalia contou como faz para correr diariamente. Ela vai e volta para o trabalho correndo (10km de ida e 10km de volta) diariamente. Achei o máximo como ela faz isso com facilidade e usando aquela filosofia do divertimento.

Quando voltei para casa fui atrás do que me deixa feliz. Notei que as vezes fico feliz em cumprir planilha e as vezes fico feliz só de sair correndo por aí, sem pressão. Pois bem, comecei a fazer isso. Hoje, uso a corrida como um meio de locomoção. 

Vou e volto para a natação correndo. São 2km de ida e 2km de volta. Coloco somente o maio, uma bermuda e levo o óculos e a touca na mão. Às vezes vou para a musculação correndo também. São 8km (4km ida e 4km volta). Já fui para a nutricionista correndo também. O bom é que já cheguei com algumas gramas a menos. Quando não da para ir correndo, como mercado, vou andando mesmo, mas evito pegar o carro. 

Não é todo dia que consigo fazer isso e nem todo dia que quero correr assim. Não é a mesma coisa que treinar em ambiente mais controlado, como um parque, mas é um excelente treino.

Descobri algo que me faz bem, me faz feliz e de uma maneira muito fácil e prática.










Nenhum comentário:

Postar um comentário