sexta-feira, 23 de maio de 2014

Equipamentos Patagonia Run

Uma duvida que tive desde quando comecei a treinar para a Patagonia Run foi que equipamentos devia usar. Não achei muita informação na internet somente que fazia muito frio. O problema é que nunca tinha corrido com "muito frio", somente com frio curitibano, uns 10 graus positivo, nesse caso 5 minutos de aquecimento já davam conta do recado. Não sabia o quanto ia ser de exagero na roupa ou se ia passar frio. Na duvida resolvi errar pro lado do exagero. Vamos lá, da cabeça aos pés:

-Lanterna de cabeça Black Diamond Spot:
Não tenho do que reclamar da lanterna. Atendeu muito bem. Ela tem um foco bem direcional, não "espalha" muito a luz. Não é uma lanterna fraca, atendeu bem a prova. Por conta do frio as pilhas duraram pouco, acredito que umas 6 horas.
O que eu mudaria: acrescentaria uma luz secundária na altura da cintura ou do peito. Sempre li a respeito disso que ajuda bastante a dar profundidade a luz, evidenciando mais as sombras e deixando os obstáculos mais expostos. Senti que faltava isso na prova, não cheguei a tropeçar, mas tinha que tomar bastante cuidado. Além disso em alguns momentos queria deixar a lanterna focada para pontos mais adiante do percurso e não podia pois tinha de focar os obstáculos a frente. Neste caso não precisaria sem uma lanterna forte pois não seria a principal...

-Buff:



Usei dois. Um da salomon (recomendo, o tecido é grosso, ajuda a manter o calor, só achei na Argentina..) e um que ganhamos de brinde no congresso técnico. Usei um na cabeça como gorro (pois o gorro que tinha comprado para esse uso ficou na minha mala que não chegou) e outro no pescoço/boca. Serviram muito bem ao proposito, não tenho do que reclamar. Outra coisa que ajudou a escapar do frio foi a barba. Eram poucas as ocasiões que tinha que puxar o buff pra cima da boca, geralmente em locais com muito vento. Foram isso ele ficava a maior parte do tempo protegendo o pescoço, não achava que ia ser necessário, mas estava muito frio mesmo e caiu bem essa proteção.

-Casaco Brooks Nightlife:


"Roubei" esse do meu pai. Atendeu muito bem a função.Não é um casaco fino como um corta vento, tem um tecido um pouco mais grosso. Não comecei a prova com ele, deixei ele guardado na mochila antes da prova. Lá pelo km 20 que comecei a usa-lo e tirei em poucas ocasiões. Os bolsos ajudaram muito, principalmente para guardar comida. Possui bastante ventilação mas apesar disso em situações de esforço sentia o suor acumular um pouco. Logo passava quando eu abria o zíper frontal. 

-Mochila de hidratação Kalenji Long Trail 8 lts


Comprei um més antes da prova por insistência da minha esposa. Não me arrependi, excelente custo beneficio (200 reais com a bolsa de hidratação 2 litros). Dá pra levar muita coisa nela, até demais se não cuidar! Mantem-se bem estável no corpo pelo sistema de fixação anterior com zíper. Senti falta de um porta caramanhola na frente. Dá pra levar bastões atras fixando eles usando os elásticos. Junto da mangueira da bolsa de hidratação eu coloquei uma capa de neoprene que comprei na Decatlon. Não deixou o conteúdo da bolsa congelar (algumas pessoas tiveram problemas com isso durante a prova).

-Mini caramalhola de 115 ml
Essa eu não cheguei a usar na prova pois estava na minha mala. Levei 5 dessas com o intuito de colocar gel. Dá pra colocar o conteúdo de 5-6 saches de gel tranquilamente nessa garrafinha. É muito prática e diminui enormemente a geração de lixo (que temos que ficar carregando nos bolsos depois!). Vale muito a pena, não troco por nada.

-Camisa da prova

Item obrigatório. No congresso técnico foi mencionado que não era necessário estar com ela a mostra durante a chegada pois muitos colocariam o casaco por cima por conta do frio. Camisa de boa qualidade de manga longa.

-Segunda pele Hi-tech Herman



Cumpriu muito bem ao que se destina. Aqueceu e não deixou acumular suor. Não aperta e não restringe o movimento. O único problema (que sempre tive com segunda pele) é que ela tende a subir pra barriga. Tive de puxar e prender com o elástico da calça para não incomodar

-Calça Kailash Race

Achei boa a calça. Não esquentou demais e não senti frio com ela. Tem dois bolsos laterais muito práticos. Cumpre bem o seu papel.

-Tenis Asics Fuji trainer 2

Não era intenção correr com esse tênis inicialmente. Mas nenhum outro se adaptou tão bem no final das contas. Não tem muito amortecimento (o que pra mim é o ideal, minimalista) e tem boa tração. O antepé é um pouco apertado (meu pé é largo). Fora isso ele não me deixou na mão, responde bem em trilhas técnicas e segura quando precisa. Virou um dos meus preferidos.

-Polaina Dirty Girl Gaiters

Pouca gente usa mas é muito útil, não incomoda e não deixa sujeira entrar no tênis. 

Não me estendi muito na avaliação dos produtos, no final vale o que estamos acostumados. Teve gente que passou muito frio, apesar de estar mais agasalhado que eu. Creio que a maioria das pessoas não iria sentir dificuldade em realizar a prova com os equipamentos descritos. Se tiver mais dúvidas pode me contatar pelo facebook (https://www.facebook.com/felipeptelles) que ajudarei com o maior prazer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário