domingo, 28 de julho de 2013

Descanso Não Planejado

Poisé, as férias chegaram, o frio também e as lesão vieram junto. Infelizmente me machuquei e fiquei de molho por 3 semanas.
Lesionei um músculo da coxa, chamado sartório. Ele inicia no quadril e desce até o joelho. Esse músculo auxilia na flexão, abdução e rotação externa do quadril e auxilia na flexão do joelho.
É mais fácil entender vendo essa imagem aqui:



Há um mês atrás comecei a sentir umas dores na coxa, mas não achei que fosse nada importante. Corria mesmo assim, porém sentindo uma dorzinha que eu achava que logo passaria. Fui no ortopedista, que me passou antiinflamatório e repouso de uma semana das corridas. Claaarooooo que eu não obedeci e dois dias após a consulta participei da Fila Night Race. Na hora da corrida não senti nada. A noite estava muito fria, então logo após ter acabado a corrida, acabei desaquecendo a musculatura e a dor voltou e mais intensa.
Senti que estava ocorrendo algo mais sério quando comecei a sentir a coxa durante o ciclismo e na natação.
Percebi então, que deveria ter seguido as recomendações do meu ortopedista e não ter feito a prova de corrida. Com isso tudo, acabei ficando mais tempo do que o planejado sem correr e nem pedalar. Fora no total 3 semanas, que mais parecem um ano inteiro, sem fazer atividades intensas.
Me senti frustada com tudo isso. Estava feliz com os tempos que estava conseguindo obter nas pistas e agora meu medo é voltar, sentir dor, piorar novamente e não conseguir alcançar o pace desejado. Estava planejando fazer uma prova de 10km, um revezamento de triathlon e uma prova de revezamento de corrida em agosto e setembro. No momento, me sinto tão distante de todos meus objetivos, mas não deixarei o desânimo tomar conta. Essa semana é a volta por cima e estou bem ansiosa para esse retorno tão esperado.
O que aprendi com isso tudo é:
-O frio faz piorar a dor e ajuda a machucar (quando não bem aquecido, alongado e/ou condicionado);
-Quando o médico passa uma prescrição, siga-a à risca mesmo parecendo que cautelosa demais;
-Não desanime, todos se machucam e todos pensam em parar em algum momento, basta seguir sempre com a mente bem trabalhada para seguir em frente e
-Sempre tenha metas e objetivos de curto, médio e longo prazo. Eles te impulsionam a sempre continuar e cada vez melhor.

2 comentários:

  1. Júliah, não desanima menina.
    Que atire a primeira pedra, quem nunca sentiu alguma dor e teve uma lesão. Força na paçoca!
    Musculação, fisio e gelo e tudo ficará bem como antes. As feridas estão aí para nos ensinar. E pelo que escreveste, as lições foram bem aprendidas.
    Melhoras!!! ;)
    Helena
    http://correndodebemcomavida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Helena, muito obrigada pela força!
    O desânimo bate, mas logo já vai embora também. Fui liberada agora para "correr" no elíptico por mais uma ou duas semanas.

    Animada!!! : )

    Obrigada,

    Júliah

    ResponderExcluir